Dark Tranquillity – São Paulo – 12 de Junho

Uma banda que constantemente está no meu playlist e que gosto muito. Acompanha histórias de churrascos e viagens inesquecíveis, é assim que eu defino o Dark Tranquillity.

Mais um show no “pagodeiro” Carioca Club, mas dessa vez os funcionários estavam mais tranquilos, acho que estão se acostumando com os metaleiros-do-mal.  A casa não é ruim, mas os shows tem que acabar mais cedo para a casa voltar a sua “programação” normal.

Confesso que assustei quando cheguei para o show, quase não havia gente na rua. Imaginei que o pessoal já havia entrado, como cheguei 20 minutos antes do horário. Quando entrei, reparei que a casa estava muito vazia, muito mesmo. Talvez por ser dia dos namorados, muitos casais da horda metal resolveram comemorar do jeito tradicional, enfrentando filas em motéis e restaurantes.

Logo depois que eu cheguei a casa começou a ganhar um público mais consistente, mas não lotou, acho que não chegou nem próximo disso.

Dark Tranquillity

O pessoal do Dark Tranquillity entrou no palco por volta das oito e meia,  Mikael Stanne e a banda estavam especialmente animados e contentes por tocar no Brasil novamente após muitos anos.

O Carioca Club tem uma coisa muito boa, por não ter grade as pessoas ficam bem juntas ao palco e o vocalista gostou muito disso, tão que a todo momento vinha cantar com a galera, fazia questão te cumprimentar e  saudar todos que estavam por ali. Parecia gostar muito de fotos, pois a todo momento ele fazia poses e atendia aos chamados da galera. Sempre com um sorriso e uma alegria grande de tocar, não apenas o vocalista mais toda a banda parecia muito contente por estar ali.

Se eles estavam contentes, imagine as poucas pessoas que acompanhavam o show, contaminou todo mundo, que acompanhou o show inteiro.

O set list foi bom, apesar de sentir falta de mais musicas do The Gallery e do Damage Done. As músicas foram:

At the Point of Ignition
The Fatalist
Focus Shift
The Wonders At Your Feet
Final Resistance
Misery’s Crown
Punish My Heaven
My Negation
Iridium
Shadow in Our Blood
The Lesser Faith
Dream Oblivion
Lethe
Lost To Apathy
Encore:
ThereIn
The Grandest Accusation
Terminus (Where Death Is Most Alive)

Fiz algumas fotos com o celular, não ficaram horríveis e da pra ter uma ideia do clima do show.

O show terminou com a promessa de um retorno em breve, espero que bem em breve mesmo.

Nos vemos no próximo então.

3 thoughts on “Dark Tranquillity – São Paulo – 12 de Junho”

  1. Luciano Galicki says:

    Eu fui no show de Curtiba, que rolou no dia seguinte, e foi animal! Era de se esperar, já que assisti minha banda favorita ao vivo!

    A presença de palco e o contato com o público foram nota 1000, como você mesmo falou sobre o show de SP. Aqui também foi em uma casa pequena o que, na minha opinião, proporciona os melhores shows devido à proximidade entre banda e espectadores!

    Também prometeram voltar logo, e espero que consigam cumprir a promessa.

    Meu pescoço ficou doendo por uns quatro dias, e as duas horas de show foram as mais curtas da minha vida!

  2. Roberto Irusta says:

    Assisti tbém em Curitiba, me toquei de Santa Catarina 400KM, um dos melhores shows q. presenciei.

    Obs: Esta foi a primeira vez q. eles vieram para o Brasil.

  3. zap.br says:

    Cara, pelo que o vocalista falou no show eles estiveram no brasil a muuuuuuuuito tempo atras, algo tipo 1995 e tal.
    Eu não consegui achar nada sobre isso nem confirmando ou desconfirmando.
    Enfim, espero que voltem logo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>