Opeth – SP – 05/04/09

Ontem, dia 05/04, rolou o show da minha 4ª banda mais ouvida, Opeth.
O show foi no lástimavel Santana Hall, que além de mal localizado ainda tinham problemas graves de estrutura e organização. Um dos mais graves foi uma goteira, que muitas vezes se tornava um fio d’agua que ficava quase na cabeça do vocalista Mikael Åkerfeldt.
Ainda me pergunto por que ainda colocam bandas de abertura. No do Opeth escolheram a fraca “of the Archaengel”.
A banda era muito bem equipada, com muitos instrumentos de qualidade e uma certa atenção na montagem e teste dos equipamentos. Quando o vocalista fez uma piadinha sobre eles e o Opeth estarem abrindo o show do Calcinha Preta, eu fiquei até esperançoso que o show da banda de abertura se salvaria, mas foi só tocar a primeira música que essa esperança acabou.
Músicas repetitivas, mal trabalhadas, mal acabadas, muitos erros de harmonia dos membros da banda.
O vocalista foi uma lástima a parte, acho que pior que um vocalista careca é apenas um vocalista que não sabe bater cabeça. Pera ai? O cara se diz membro de uma banda de metal e não sabe bater cabeça, alguma coisa tem de errado. Mais engraçado que ver ele tentando agitar, foi só ele tentar dar uma de malzão e cuspir no palco. Pro azar dele e repulsa do publico o cuspe dele ficou preso em seu cabelo e ele ficou com isso balançando o show inteiro. Nojento.
Felizmente durou bem pouco e logo o palco estava armado para o Opeth.
O set list das músicas foi o seguinte:

1. Heir Apparent
2. Ghost Of Perdition
3. Godhead’s Lament
4. Credence
5. Hessian Peel
6. The Leper Affinity
7. Closure
8. The Night And The Silent Water
9. The Drapery Falls / Harvest (a confirmar)
10. The Lotus Eater
11. Deliverance

Muito simpáticos e atenciosos com o público o pessoal do Opeth parecia estar se divertindo muito com o show, acho isso fundamental. Já fui em shows de bandas boas mas que a “obrigação” de tocar era tão grande que o show foi apagado.

Opeth no palco.
Preciso de uma câmera melhor, ou seria um celular com câmera melhor?

As músicas foram tocadas com perfeição, mesmo os detalhes mais complicados e trabalhados não foram esquecidos.
O público participou efetivamente, cantando as músicas e interagindo bastante com a banda.
No meio do show foi atirado uma camisa da seleção brasileira de futebol com o nome MELINDA, nas costas, realmente foi uma surpresa para todos, inclusive para o pessoal da banda.
Entre umas das músicas o público estava lá, todos de mãos erguidas com a típica mão-de-chifrinho, quando o vocalista disse q nos ia ensinar um outro gesto. Ele disse “hey, deixe esse para o passado, deixe com o Dio, vou ensinar agora o gesto metal do futuro!”.

thehookThe Hook – Gesto metal do futuro! XD

Foi então que ele nos apresentou o “the hook”, foi muito cômico e durante o show, quem ainda insistia no gesto antigo, levava um puxão de orelha … algo do tipo “ow, agora é assim”.
Infelizmente as mais de 2 horas de show passou rápido e pelos comentários pós-show, agradou a todos, até mesmo os poucos que não conheciam muito o trabalho do Opeth.
Bem espero que não demore para eles voltarem, pra mim é uma banda que espero ter a oportunidade de ver muitas vezes.

9 thoughts on “Opeth – SP – 05/04/09”

  1. Legume666 says:

    Muito bom, o show foi demais :)

  2. Fah says:

    e o próximo show deles bem que podia ser no via funchal, non? lá te garanto que não chove dentro… ^^

  3. denis says:

    cara…to atrás do set list de ontem…Não teve drapery e nem harvest, quais tocaram no lugar dessas mesmo?
    E poxa Santanahall+ticketbrasil+sobcontroleproduções = Não tem competencia pra um Opeth.

  4. Rita says:

    Droga eu perdi, de novo!!! ='(

  5. José Ribeiro Júnior says:

    Este show foi realmente muito foda!!!!

  6. Rafaela says:

    o show deixou mt a desejar.. achei meia boca d+

  7. Host 6 says:

    Hmmm… 2 perguntas q. me vieram a cabeça:

    1-Me pareçe contra as leis da fisica uma cusparada conseguir ficar numa cabeleira enquanto ela esta sendo chacoalhada resistindo durante o tempo de um show hehehe (a menos q. seja uma cusparada de super bonder)

    2-Existe uma forma “certa” e outra errada de se bater cabeça? rsrs
    Tendencioso…este deve ter uma banda e queria estar abrindo o show…

  8. Raphael Hagi says:

    Hook é o caralho. Que sujeito imbecil, caralho.

  9. Zack says:

    Presenciei o Opeth no Wacken do ano passado tocando no palco direito de tarde (são 3 palcos, um do lado do outro, a do meio é a principal). O comentário geral foi de um bom show e que não teve nada a haver com os álbuns, porque o som foi mais crú, diferentemente dos climas criados no estúdio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>