Top 6 – Clips

Enquanto o show do Iron Maiden não chega vou fazer o meu Top 6 – Clips.
Eu gosto muito de clips de música, acho muito importante a banda dar uma cara para algumas músicas e algumas músicas parecem mais completas quando o clip encaixa.
Bom vamos aos clips.

6 – Satyricon – Mother North

Em sexto lugar talvez a maior coletânea de clichês e chavões do metal em um único clip.
O resultado é impressionante: Machados, caveiras, cruzes, fogo, poses de mal, trovões, meninas peladas, rituais macabros, mais fogo, correntes, sangue, mais caras e bocas, florestas nórdicas, tudo isso e muito mais você encontra aqui.
Mother North deve ter sido feito no espírito: “Poxa não sei se vai rolar outro clip da banda então vamos detonar nesse…”. Em algumas versões tem até uma “intro” e um crédito ao final apresentando os membros da banda e a moça nórdica que proporcionou com certeza muita alegria aos metaleiros extremos, uma pena que esse clip deve ter passado uma ou outra vez no extinto Fúria MTV.
Muito exagerado, chega ao ponto de ser até cômico, mas vale seu lugar aqui pela ousadia e falta de vergonha na cara.

5 – Queens Of The Stone Age – Go With The Flow

Ocupando a quinta posição está o clip vermelho do Queens Of The Stone Age.
Eu “descobri” a banda por causa desse clip e descobri o clip quase por acaso. Um camarada em um fórum usava um trecho do clip como avatar.
Olhava o avatar e ficava babando, pois era um fórum de artistas gráficos e achava a estética do avatar muito boa – ainda não sabia que era tirada do clip. Até que um dia alguém perguntou de onde era o avatar e ele respondeu que era do clip de Queens Of The Stone Age, Go With The Flow.
Assisti o clip e fiquei babando, além de todo vermelho, o que me chamou muito a atenção foi a estética retrô, um quê de “Sin City” e várias coisinhas bem dispostas.
Combina perfeitamente com o clima da música e da banda, um detalhe também é que as baterias de Dave Grhol fazem a diferença nesse álbum.

4 – Rammstein – Sonne

O Rammstein é uma daquelas bandas que pega muita gente desprevinida, pois superficialmente a banda parece ser apenas de tópicos engraçadinhos, mas no fundo os alemães usam o bom humor para cutucar e colocar algumas pulgas atrás da orelha.
Nesse clip temos uma subversão da história clássica da Branca de Neve. Além de divertido da para fazer um bom trabalho de Geografia política sobre o imperialismo, protesto e etc. Um prato cheio para professores moderninhos de sexta série.
Resumindo é um clip divertido, mas tem um conteúdinho.

3 – Nine Inch Nails – The Perfect Drug

O Nine Inch Nails é um capítulo a parte é uma de minhas bandas favoritas, já durante muito tempo e merece um post a parte.
Bem essa música parece que foi feita para esse clip, com essas referências visuais, exatamente assim que o Trent visualizava ela enquanto compunha. Não vou dizer que ele estava dopado de Absinto, seria muito “perfeito”, mas com certeza era um elemento que estava no imaginario dele naquele momento.
Algumas pessoas tem aversão a palavra droga, já atacam dizendo que a música é uma apologia, mas não podemos esquecer que nosso corpo é regido por drogas. O clip é frenético, agitado, muito bem editado com fotografia espetacular.

2 Björk – All is full of love

Esse clip durante muitos anos esteve no meu primeiro lugar, desda primeira vez que eu vi fiquei encantado com a perfeição que a música se encaixou com o clip.
Muitos recursos visuais, muitos detalhes.
Pela época que o clip foi feito (1999) a utilização massiva de computação gráfica ainda era uma coisa cara demais para se “gastar” em um clip. O jeito foi utilizar robôs mecanicos mesmo e apelar para boa e velha película pra conseguir o resultado. Usaram também um pouco de CG, mas, o grosso foi feito utilizando técnicas “tradicionais” de fotografia. Se tiverem oportunidade assistam também o Making-of, é realmente instrutivo.

1 – Slipknot – Vermilion

Finalmente ao meu primeiro lugar.
Esse clip me assustou quando eu vi a primeira vez, quase por acaso acabei esbarrando e foi um choque, um soco na cara que eu não esperava.
Os clips do Slipknot são médios, muita grana, pouca criatividade e por ai vai, mas o clip de Vermilion vem ser a excessão a regra.
As questões técnicas são fantásticas, a utilização dos lapsos de tempo e as cores exageradas tornam o clip desesperadamente angustiante. Encaixe perfeito com o clima e a tensão da música. Para ficar perfeito, acho que a banda não deveria ter participado, foi desnecessário, mas clip é clip, é quase uma “peça publicitária”.
Eu ao assistir esse clip a primeira vez fiquei emocionado.
De verdade.



Bom é isso aí, a minha lista de clips favoritos é bem mais longa e comprida. Infelizmente nem toda banda tem a preocupação de cuidar dos seus clips como fazem com sua música, ou a questão financeira ainda é um fator limitador para que mais bons clips sejam produzidos.
Acho uma tremenda bobagem, já que no YouTube vemos coisas muito boas feitas com quase nenhum dinheiro.
Boas idéias e criatividade sempre superam problemas financeiros.

2 thoughts on “Top 6 – Clips”

  1. fah says:

    eu ia dizer ‘que puta seleção, meeeew’ mas você não ia cair nessa né… xD
    mas gostei do tópico. só uma coisa: tenho MEDOOOOOO desse clipe da Björk!!! deve ser trauma de ‘Eu, robô’ rss
    guten guten! \o/

  2. Sara says:

    olá!
    Tomei conhecimento deste site agora mesmo. espretei, explorei um pouco e vi o videoclip dos Slipknot, siceramente ja conhecia a musica ha muito tempo, gosto bastante mas nunca tinha visto o video, curioso! De facto esta muito interessante, gostei muito.

    Cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>